Saúde dos colaboradores: por que deve ser prioridade para o gestor

Home / Saúde dos colaboradores: por que deve ser prioridade para o gestor

A saúde dos colaboradores faz parte das suas prioridades como líder?

Se esse fator ainda não está no topo das suas preocupações, é hora de considerar a elaboração de uma estratégia para manter funcionários saudáveis e satisfeitos.

Sabe por quê? A saúde dos colaboradores impacta na produtividade, na rentabilidade do negócio e no fortalecimento da sua marca empregadora  — benefícios que você não pode ignorar.

Mas como aprimorar a saúde dos colaboradores na sua empresa? Para ajudar nesse desafio, preparamos um guia com os sinais de perigo para a saúde dos colaboradores e estratégias que você deve implementar. Confira.

Importância da saúde dos colaboradores para a empresa

A saúde dos colaboradores na empresa tem reflexos em diversas áreas do negócio  — inclusive em termos financeiros.

É o que mostram dados de um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), com dados de maio de 2019:

  • Depressão e ansiedade têm um impacto econômico importante: custam cerca de 1 trilhão de dólares para a economia global em perda de produtividade
  • Para cada 1 dólar investido em tratamento para transtornos mentais comuns, há um retorno de 4 dólares em saúde e produtividade aprimoradas.

O relatório também destaca que a promoção da saúde mental no local de trabalho beneficia a produtividade. E, se os colaboradores são mais produtivos, a rentabilidade do negócio também aumenta.

Além disso, em termos de fortalecimento da imagem do negócio no mercado de trabalho, a saúde dos colaboradores tem igualmente importância.

Segundo uma pesquisa de 2016 da American Psychological Association, 89% dos funcionários de empresas que apresentam iniciativas voltadas ao bem-estar estão mais propensos a recomendá-las como um bom local para se trabalhar. 

Esse percentual diminui para apenas 17% de funcionários de empresas em que a liderança não é comprometida com o bem-estar.

3 sinais de perigo para a saúde dos colaboradores 

Devido à importância da saúde dos colaboradores, é essencial ficar atento aos sinais de perigo que podem levar à falta dela na sua empresa. 

A seguir, descubra três indícios que podem prejudicar o bem-estar dos funcionários:

1. Estresse no ambiente de trabalho

O estresse é um dos problemas que mais prejudica a saúde dos colaboradores no trabalho.

Não à toa, o Burnout, síndrome referente a estresse crônico no trabalho, foi classificado como doença pela OMS e integrará a Classificação Internacional de Doenças (CID-11) a partir de 2022.

De acordo com uma pesquisa de 2017 da Statista, as principais causas de estresse em profissionais, considerando o mercado dos Estados Unidos, são a carga de trabalho (39%) e problemas de relacionamento (31%).

2. Carga de trabalho excessiva

Conforme apontado pela pesquisa, a carga de trabalho é um dos principais motivos que levam ao estresse  — e, consequentemente, à problemas de saúde.

Então, é importante analisar a carga horária dos colaboradores, garantindo que a legislação seja respeitada e que a demanda de trabalho seja condizente.

Nesse sentido, o líder precisa ter em mente que pressão em excesso não aumenta a produtividade. Apenas a prejudica.

3. Assédio físico e psicológico

De acordo com o mesmo relatório da Statista citado anteriormente, o assédio é um dos problemas mais relatados no trabalho, podendo impactar na saúde mental da vítima.

Então, é imperativo observar as dinâmicas entre as pessoas na empresa, independentemente do cargo que exercem.

Assédio físico e psicológico, além de discriminação e bullying, não devem ser tolerados em nenhuma hipótese.

Como cuidar da saúde dos colaboradores 

Como você pode ver, uma liderança comprometida com a saúde dos colaboradores traz benefícios para o negócio.

Por isso, elencamos abaixo as principais medidas que você deve adotar para promover a saúde e bem-estar na empresa. Veja:

1. Crie um ambiente de trabalho saudável

Vamos começar pelo básico: a manutenção de um ambiente de trabalho saudável para os colaboradores.

Cuidados iniciais incluem montar estações de trabalho ergonômicas, apostar em uma boa iluminação (tanto artificial quanto natural) e manter a organização dos espaços.

2. Desenvolva uma cultura de bem-estar

Em um artigo para a Forbes, Alan Kohll, fundador e presidente da TotalWellness, garante que empresas com uma cultura de bem-estar forte inspiram colaboradores a adotarem hábitos saudáveis.

“Criar uma cultura de bem-estar ajudará a melhorar a felicidade dos funcionários, o ânimo do escritório e a produtividade”, destaca.

Kohll pontua algumas estratégias para isso:

  • Oferecer escolhas nutricionais saudáveis
  • Incentivar a atividade física
  • Reduzir o estresse no ambiente de trabalho
  • Recompensar comportamentos saudáveis.

3. Aprimore o clima organizacional

O clima organizacional reflete as percepções e o nível de satisfação dos profissionais da empresa. Portanto, aprimorá-lo deve ser um objetivo constante da liderança.

O primeiro passo é fazer pesquisas de satisfação para entender o clima organizacional a fim de criar estratégias e desenvolver políticas de saúde e segurança.

4. Ofereça benefícios relacionados à saúde

Também é necessário oferecer benefícios relacionados à saúde para os funcionários.

Além de oferecer plano médico e odontológico, considere fazer parcerias com academias e farmácias e propiciar visitas periódicas a nutricionistas, por exemplo.

5. Ofereça previdência privada empresarial

Não é surpresa que as preocupações financeiras também geram um nível de estresse elevado entre funcionários.

Uma forma de combater esse problema é oferecer previdência privada empresarial, garantindo uma aposentadoria complementar ao INSS para os colaboradores e, como resultado, uma renda maior no futuro.

Nessa modalidade, você e o colaborador fazem aportes para o plano, e o dinheiro é aplicado para render por anos até ser retirado com juros.

6. Flexibilize os horários

Por fim, esteja aberto a flexibilizar os horários e dinâmicas de trabalho. Por exemplo: se um colaborador está com gripe, ofereça a possibilidade de home office.

Quando um funcionário precisar de consulta médica, libere mesmo que seja no horário de expediente. Considere também horários flexíveis para que os colaboradores gastem menos tempo no trânsito ou transporte público.

Essas são algumas medidas simples, mas que fazem uma diferença enorme. Se as dicas deste artigo foram úteis, compartilhe. 

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.