Santander Previdência é um bom investimento? Tire suas dúvidas

Home / Santander Previdência é um bom investimento? Tire suas dúvidas

Está em dúvida se o Santander Previdência é um bom investimento para você? Então, é preciso analisar os planos e fundos disponíveis, assim como as taxas cobradas pelo banco. Todos esses aspectos são importantes para avaliar a rentabilidade do seu investimento em previdência privada. E o ajudarão a   — e escolher com sabedoria a melhor instituição para isso. 

Vale lembrar que, no Santander, você precisa ser correntista para ter acesso à aplicação. E então, quer saber mais? A seguir, descubra as principais características do Santander Previdência e se é um bom investimento para planejar o seu futuro financeiro.

Como é a previdência no Santander

A previdência privada no Santander é um investimento de longo prazo para quem busca um complemento à previdência social a fim de garantir um futuro financeiro mais confortável. Na modalidade, você realiza aportes periódicos. O dinheiro é aplicado em fundos por gestores para que fique rendendo ao longo dos anos até ser resgatado com juros.

Essa modalidade é oferecida apenas a correntistas do banco Santander. Caso você já seja cliente da instituição, é possível contratar a previdência pelo aplicativo do Santander. Ou ainda por meio da assessoria de investimentos, disponível na central de atendimento.

Características do Santander Previdência 

Para saber se o Santander Previdência é um bom investimento para você, fique atento às características da modalidade a seguir.

Flexibilidade nos aportes

O Santander Previdência tem flexibilidade na realização dos aportes: você pode escolher o valor das contribuições e a periodicidade em que são feitas. Assim, se preferir, é possível fazer uma única contribuição ou investir mensalmente.

Escolha do tipo de renda

Outra característica é que você escolhe o formato de renda que deseja receber no momento do resgate do investimento: renda mensal vitalícia, renda mensal por período determinado ou resgate em um único saque, por exemplo.

Planos PGBL e VGBL

No Santander Previdência o investidor tem acesso aos dois planos de previdência privada existentes: o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBl (Vida Gerador de Benefício Livres). A escolha por um deles ocorre no momento da contratação do serviço.

Resumidamente, o PGBL é indicado para quem faz a declaração completa de Imposto de Renda, pois permite restituir até 12% da renda bruta tributável. Já o VGBL é ideal para quem faz declaração simplificada de IR, pois, não permite dedução.

Tributação

Os planos de previdência do Santander seguem dois modelos tributários: regressivo e progressivo. A escolha por um deles também é realizada no momento da contratação.

No modelo regressivo, o imposto diminui conforme o tempo de aplicação, seguindo a tabela:

  • Até 2 anos: 35%.
  • De 2 a 4 anos: 30%.
  • De 4 a 6 anos: 25%.
  • De 6 a 8 anos: 20%.
  • De 8 a 10 anos: 15%.
  • Acima de 10 anos: 10%.

No modelo progressivo, é aplicada a alíquota é de 15% sobre o valor resgatado com cobrança de IR na fonte. No resgate, a alíquota varia conforme a tabela de IR, de  0 a 27,5% conforme o valor recebido.

Taxas

Outro aspecto importante a considerar é a cobrança de taxas, que interferem diretamente na rentabilidade do investimento. No Santander Previdência, não é cobrada taxa de carregamento de entrada ou saída. Já a taxa de administração é de 1% nos fundos de renda fixa.

Então, antes de começar a investir, calcule os impactos das taxas para evitar surpresas mais tarde, independentemente do plano de previdência escolhido.

Tipos de aplicação

O Santander Previdência oferece diferentes fundos de previdência no qual o dinheiro pode ser aplicado. Eles variam conforme o perfil do investidor e sua tolerância ao risco e possuem diferentes rentabilidades. Todos eles podem ser analisados com detalhes no site do banco.

Santander Previdência é um bom investimento?

Para saber se o Santander Previdência é um bom investimento, primeiro você precisa ter uma definição clara do seu objetivo. Lembre-se de que previdência privada é um investimento de longo prazo, e o ideal é que o dinheiro permaneça aplicado por 10 anos no mínimo.

Além disso, antes de contratar previdência, é importante fazer uma previsão do investimento. O Santander oferece um simulador de previdência para você entender a rentabilidade, de acordo com o valor que deseja investir.

Assim, tendo certeza de que vai resgatar o investimento no longo prazo e uma ideia da rentabilidade, o Santander Previdência é um bom investimento  — até porque se trata de uma instituição com presença sólida no mercado e credibilidade.

Mas não se esqueça de comparar os serviços do Santander a outras instituições do mercado, analisando fundos oferecidos e taxas cobradas. Dessa forma, fica mais fácil identificar a opção certa para você. Depois de escolher o plano e a instituição, é só começar a investir. 

E aí, gostou das dicas deste artigo? Se elas foram úteis para você, compartilhe. Siga acompanhando os conteúdos do blog Sua Previdência para compreender o universo da previdência privada. Para isso assine a nossa newsletter.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.