Resgate de fundo de previdência XP: dicas e passo a passo

Home / Resgate de fundo de previdência XP: dicas e passo a passo

Resgate-de-fundo-de-previdência-XP

Diferentes fatores interferem no valor a ser resgatado: desde o plano de previdência e até a tributação às taxas cobradas pela instituição financeira que administra o seu investimento. Por isso, o planejamento é essencial para evitar surpresas.

Para ajudar na tarefa, elaboramos este guia. Descubra como fazer o resgate de fundo de previdência XP sem dor de cabeça para, enfim, colher os frutos do seu investimento.

Resgate de fundo de previdência XP: como planejar

Antes de resgatar o fundo de previdência, é preciso fazer um planejamento, que já começa no momento em que você inicia o investimento. A seguir, confira os principais cuidados.

Entenda a cobrança de IR

A cobrança de Imposto de Renda tem um impacto significativo na rentabilidade do investimento. Então, o valor a ser resgatado depende também da alíquota que você terá que pagar. Essa cobrança varia conforme o seu plano de previdência e o regime de tributação escolhido.

Plano de previdência

Aqui vale relembrar os planos de previdência atualmente no Brasil:

  • PGBL: o Plano Gerador de Benefício Livre é destinado a quem faz declaração completa de IR, porque permite uma restituição de até 12% da renda bruta. O imposto incide sobre o valor total da aplicação.
  • VGBL: o Vida Gerador de Benefício Livre é ideal para quem faz declaração simplificada de IR, porque não tem restituição. O imposto incide somente sobre os rendimentos.

Então, saiba que, ao fazer o resgate, a cobrança de IR será feita de acordo com o plano que você escolheu ao contratar a previdência.

Tributação

Assim como o plano, o regime de tributação dita a forma de cobrança do Imposto de Renda, impactando também no valor que você vai pagar ao fazer o resgate. Para relembrar.

  • No modelo regressivo, a alíquota diminui de acordo com o período de aplicação, começando em 35% para investimentos de até 2 anos e terminando em 10% em investimentos acima de 10 anos.
  • No modelo progressivo, o IR aumenta conforme o valor resgatado. A alíquota varia de 0 a 27,5%. Também há cobrança de 15% sobre o valor resgatado com incidência de IR na fonte.

Planeje o investimento

Para resgatar o fundo de investimento com uma rentabilidade atraente, você precisa ter em mente que a previdência privada é uma aplicação de longo prazo. Não à toa, o dinheiro geralmente é resgatado no momento da aposentadoria, como um complemento à renda do INSS.

O ideal é definir um período mínimo durante o qual você deseja fazer contribuições  — e ter disciplina para não mexer no dinheiro antes disso. Aí sim, você terá um rendimento por tempo suficiente para que os juros trabalhem a seu favor. Portanto, identifique se é o momento certo para fazer o resgate.

Como fazer o resgate dos fundos de previdência XP

Agora, você já sabe como planejar o resgate do investimento. Então, vamos adiante: como fazer o resgate de fundo de previdência XP. Abaixo, confira as recomendações.

Fique atento ao prazo de carência

Para fazer resgate de fundo de previdência, existe um período de carência legal de 60 dias para investidores em geral. Ou seja: nesse período, você não pode retirar o valor aplicado. Mas, para quem investe no longo prazo, esse período mínimo não é um problema.

Defina o período do resgate

Apesar de o investimento ser complementar ao INSS, você não precisa fazer o resgate de fundo de previdência XP quando atinge a idade de aposentadoria. Nesse momento, a seguradora entra em contato com o investidor para saber se ele prefere receber a renda ou deixar o dinheiro rentabilizando por mais tempo.

Aguarde os prazos de cotização e liquidação

Ao solicitar o resgate do fundo, você precisa esperar os prazos de cotização e liquidação do investimento. O prazo de cotização é o período entre o pedido de resgate e a conversão de cotas em dinheiro.

Por sua vez, o prazo de liquidação consiste no período entre a cotização e o pagamento do resgate na conta XP. De acordo com a instituição, geralmente, ele é estabelecido em dias úteis.

Escolha a modalidade de recebimento

Outro ponto importante do resgate do fundo é a forma de pagamento. Ele pode ser feito como renda vitalícia ou temporária, ou ainda ser feito de uma única vez. Os tipos de renda disponíveis na XP são estes:

  • Renda vitalícia.
  • Renda vitalícia reversível ao cônjuge com continuidade aos menores.
  • Renda vitalícia com reversão ao beneficiário indicado.
  • Renda vitalícia com prazo mínimo garantido.
  • Renda temporária.
  • Renda mensal por prazo certo.

Vale a pena fazer o resgate de fundo de previdência XP?

Neste ponto da leitura, você já sabe que a previdência privada é um investimento de longo prazo. Outros dois fatores precisam ser considerados: as taxas das instituições financeiras e os fundos que elas disponibilizam.

Em relação às taxas, é preciso ficar atento: a cobrança delas tem impacto significativo na rentabilidade do investimento. A XP não cobra taxa de carregamento de entrada e de saída. Mas há cobrança de taxa de administração. E quanto aos fundos, é preciso analisar a rentabilidade oferecida por eles.

Considerando todos os aspectos citados aqui, antes de fazer a solicitar, pesquise as opções do mercado. Existem diversas instituições financeiras sólidas que oferecem diferentes fundos e taxas competitivas.

Se identificar uma oportunidade mais vantajosa para você, saiba que é possível migrar de um plano de previdência para outro. É a chamada portabilidade: troca de plano sem a necessidade de resgatar o valor aplicado, permitindo ao investidor não pagar IR na realocação dos recursos.

E aí, foram úteis as dicas deste artigo? Se você gostou do conteúdo, pode se interessar por este outro artigo: Resgate total da previdência privada: é possível?

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.