Você consegue poupar com filhos?

Home / Você consegue poupar com filhos?

Você consegue poupar com filhos?

30/04/2020 | Previdência | Nenhum comentário

poupar com filhos

À primeira vista, a ideia de poupar com filhos parece antagônica. Filhos, além de todo o amor, alegria e significado que podem trazer à vida do casal, também significam aumento de despesas, não é mesmo?

O velho ditado “onde come um, comem dois” parece não fazer mais sentido na vida moderna e urbanizada que vivemos hoje.

Gastos com educação, alimentação, vestuário e lazer, se não planejados, podem minar o orçamento familiar.

Por isso, quem tem filhos precisa se comprometer ainda mais com um planejamento financeiro.

Colocar as despesas na ponta do lápis, poupar para emergências e aposentadoria e ensinar a sua criança sobre educação financeira são atitudes que com certeza farão a missão de poupar com filhos ficar muito mais fácil e possível.

Primeiro, mude o seu mindset

Mudar o mindset significa mudar um padrão de comportamento.

Vejamos um exemplo: 9 entre 10 pais de primeira viagem compram um enxoval dos sonhos, gastam rios de dinheiro com roupinhas e acessórios e, depois, descobrem que 70% do que compraram foi em vão ou desnecessário.

Portanto, quem quer poupar com filhos precisa escolher um padrão de consumo diferente do que é adotado hoje pela sociedade.

Nesse sentido, mudar o mindset significa entender que muitas vezes damos algo para os filhos achando que eles precisam, mas que, de fato, não precisam.

Festas de aniversário são um exemplo clássico. Reflita se você precisa mesmo gastar uma bolada com decoração, lembrancinhas e doces personalizados. Será que o que realmente importa para uma criança não é a presença da família e dos amigos?

Se você tiver condições de incrementar a festa de seu filho, você pode. Mas, se estiver passando por um momento em que precisa poupar com filhos, pode ter certeza de que, para o aniversariante, a presença e as brincadeiras serão o suficiente. 

Outra dica é para quem tem bebês. Eles ainda não entendem o conceito de Natal, Páscoa ou Dia das Crianças. Portanto, você não precisa providenciar um presente em cada data comemorativa; deixe essa despesa para quando crescerem.

Comprar as roupas das crianças em brechós, assim como brinquedos e livros, é outra quebra de paradigma.

Os pequenos crescem muito rápido e perdem muita roupa. Comprando itens de segunda mão, além de economizar, você contribui com a preservação do planeta.

Trabalhe a educação financeira com a sua criança

No ambiente familiar, não adianta apenas os pais se empenharem para economizar. É importante que todos da casa estejam cientes e envolvidos no objetivo da família.

Portanto, é importante que os pais conversem com os filhos sobre a realidade financeira do lar. As crianças, por menores que sejam, gostam de contribuir e de propor soluções.

Tenha um diálogo sincero e amigável para a criança entender o valor do dinheiro e como dá trabalho obtê-lo. Converse com ela sobre isso.

Para crianças já alfabetizadas, proponha uma mesada ou dê um cofrinho para formar na criança o senso de responsabilidade, de como é importante guardar certas quantias para conquistar um objetivo, como comprar um brinquedo que ela deseja, por exemplo.

Ensine a criança sobre poupar. Até mesmo pequenas atitudes farão a diferença. Por exemplo, no restaurante, ensine-a a pegar somente aquilo que for comer, e que deixar muitas sobras no prato é desperdício. Parece óbvio, mas muitos pais ignoram essas pequenas lições.

Por fim, fazer combinados com crianças pequenas é essencial, em todas as esferas da vida. Não seria diferente em situações para pais que precisam poupar com filhos. 

Antes de ir ao supermercado, por exemplo, já fale no carro que a criança poderá escolher um doce ou um item somente, e não vários, evitando gastos supérfluos e birras desnecessárias.

Atitudes práticas para poupar com filhos

  • Incentive brincadeiras em vez de brinquedos.
  • Crie vínculos com outros pais (assim seus filhos terão lazer garantido por poder brincar com outras crianças, sem custo, enquanto você convive com adultos).
  • Aproprie-se da cidade em que mora, aproveite os locais públicos.
  • Leve lanchinhos e água nos passeios, que vão fazer o seu custo com alimentação cair consideravelmente.
  • Compre apenas o necessário para a sua criança, não incentive o consumismo.
  • Aproveite quando avós ou tios presentearem sua criança em datas comemorativas. Como ela já ganhou dos parentes, você não precisa comprar mais um brinquedo.

Na lista de prioridade dos pais, os filhos, na maioria das vezes, ocupam a primeira posição. Por isso, a tarefa de poupar com filhos geralmente envolve a ideia de garantir o bem-estar deles próprios no futuro.

Nesse sentido, uma alternativa para garantir uma renda extra para os filhos, seja para a faculdade, a compra de um carro ou de uma casa própria, é a previdência privada infantil. Confira aqui como investir nessa modalidade.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.