Pensamento estratégico: como desenvolver e aplicar na sua vida

Home / Pensamento estratégico: como desenvolver e aplicar na sua vida

O pensamento estratégico, de certa forma, é o que diferencia meninos e meninas de homens e mulheres. Embora ele possa até se manifestar na infância, como comprova o famoso teste do marshmallow, em geral, só se faz presente quando colocado constantemente em prática.

Ou seja: pensar estrategicamente é algo que pode ser aprendido, e isso independe de idade, condição socioeconômica, gênero e outros fatores.

Uma boa forma de começar esse aprendizado está na sua frente agora mesmo. Continue lendo este artigo e veja como dar início a uma nova maneira de pensar e agir em relação às finanças.

Pensamento estratégico: o que é?

Talvez a própria invenção da roda, cerca de 2.000 a.C., seja a mais antiga evidência de que o ser humano tem a capacidade de antecipar as consequências dos seus atos. Afinal, as principais motivações para agir, seja por impulso, seja com prudência, vêm da necessidade de segurança.

Se essa necessidade vem acompanhada de raciocínio lógico e é constantemente aplicada e exercitada, ela desencadeia o pensamento estratégico. Por outro lado, se ela assume proporções maiores do que deveria, então tendemos a ser impulsivos e imediatistas.

Sendo assim, o raciocínio estratégico é a manifestação do equilíbrio, e serve como um recurso protetivo aplicado no presente, tendo em vista um efeito esperado no futuro.

O pensamento estratégico individual

Na verdade, estamos diariamente sendo testados em nossa capacidade de raciocinar dessa forma. Quando o pão está perto de acabar, por exemplo, fazemos cálculos para saber quando vamos ao mercado ou à padaria comprar mais.

Na carreira, se estudamos para um concurso ou fazemos faculdade tendo em vista uma promoção ou um emprego melhor, também agimos a partir do pensamento estratégico.

Como bem observou o célebre personagem capitão Nascimento, interpretado por Wagner Moura em Tropa de Elite, a palavra estratégia está presente em incontáveis idiomas. Da mesma maneira, ela se repete nas nossas vidas pessoal e profissional, mudando apenas a forma e as situações em que a aplicamos.

O pensamento estratégico nas empresas

As empresas bem-sucedidas em seus campos de atuação conhecem muito a importância de se planejar e organizar-se estrategicamente. Todas elas têm um planejamento estratégico pelo qual pautam suas ações, rotinas e atividades em geral. 

Sendo assim, nada do que elas fazem é “de graça”. Tudo tem um bom motivo para ser feito de uma determinada forma. 

Quando abre uma IPO (oferta pública de ações), por exemplo, antes disso, há toda uma estratégia de negócios como pano de fundo. O mesmo vale para quando a direção decide oferecer benefícios, contratar novos colaboradores ou investir em infraestrutura.

Seja qual for a decisão, sempre haverá uma estratégia e um planejamento por trás.

O que caracteriza o pensamento estratégico?

Pensar a partir de uma estratégia pode parecer complexo no começo. Mas, com o tempo, essa forma de raciocinar passa a ser natural.

Claro que, como tudo na vida, há um limite para isso. Afinal, muita estratégia pode ser paralisante. O ideal é equilibrar o pensamento analítico com alguma capacidade de agir, independentemente das consequências.

Em outras palavras: o pensamento estratégico funciona como uma bússola, o que não quer dizer que a direção que ele aponta estará sempre 100% certa ou que não deva ser ajustada.

Desenvolva o pensamento estratégico em 3 passos

Embora seja desafiador quando não se tem muita prática, desenvolver o pensamento estratégico pode ser um processo estimulante. O ideal é começar usando-o para solucionar pequenos problemas e questões pessoais.

Nesse caso, uma boa maneira de se fazer isso é aplicá-lo às finanças. Por exemplo: você pode começar uma pequena poupança mensal para comprar um bem ou fazer algo que gostaria, mas que não tem dinheiro agora.

A partir disso, você verá na prática os efeitos positivos da estratégia na sua vida e, assim, ficará cada vez mais fácil realizar projetos progressivamente maiores.

Para isso, destacamos 3 passos para você dar início a uma nova maneira de pensar.

1. Identifique padrões de comportamento

O comportamento imediatista é o oposto do estratégico. Nesse sentido, procure identificar em você que tipo de atitudes tem em relação a aspectos chave da vida, especialmente carreira e finanças.

Faça a si mesmo perguntas como:

  • Tenho o hábito de guardar dinheiro, por mínimo que seja?
  • Busco por investimentos que façam o dinheiro render?
  • Faço compras por impulso ou sem medir o impacto no orçamento?
  • Invisto em educação e formação para ter um emprego melhor ou ganhar mais?

2. Pratique e pratique

Com as respostas que você obtiver, já terá um bom ponto de partida para melhorar a sua forma de pensar estrategicamente.

Digamos, nesse caso, que você identificou que não tem costume de guardar dinheiro. Sendo assim, uma maneira de mudar esse padrão de comportamento é começar a poupar todo mês uma quantia, por menor que ela seja.

Com o tempo, isso se tornará um hábito tão natural quanto é o de gastar por impulso. Afinal, a prática sempre nos aproxima da perfeição.

3. Revise e aprimore

Não custa relembrar que até mesmo o pensamento estratégico está sujeito a falhas. Por isso, vale sempre revisar as estratégias adotadas para suas finanças, sua carreira e seus negócios.

Se algo não está saindo da maneira esperada, então é sinal de que precisa mudar. Que tal aproveitar e começar a transformação hoje mesmo?

Para que a sua caminhada em direção a um futuro melhor seja mais tranquila, conte com a Sua Previdência Privada. Acesse nosso blog e tenha acesso a conteúdos que vão ajudar você a aplicar mais estratégia para aprimorar a sua saúde financeira.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.