Método Pomodoro: como ele torna você mais produtivo

Home / Método Pomodoro: como ele torna você mais produtivo

O método Pomodoro pode ser uma ótima saída para os procrastinadores. Afinal, a técnica ajuda quem tem dificuldades para dividir bem o tempo ao longo do dia, possibilitando a estipulação de prazos e o cumprimento dos cronogramas.

O recurso é particularmente útil para as pessoas que passam muito tempo na internet, uma vez que foi criado para solucionar a dificuldade em focar em apenas uma tarefa por vez – problema bastante comum a esse perfil de usuários.

Quer saber como o método funciona e de que forma aplicá-lo no dia a dia para aumentar a produtividade? Continue lendo e confira!

O que é o método Pomodoro?

O método Pomodoro foi criado na década de 1980 por Francesco Cirillo, fundador e CEO de uma empresa de consultoria que leva o seu nome.

A técnica consiste em um esquema no qual o tempo dedicado à realização de tarefas é fracionado em blocos de 25 minutos, chamados de Pomodoros. O nome, por sua vez, é uma referência ao icônico cronômetro em forma de tomate – usado por Cirillo ao criar o recurso.

Uma vez que um Pomodoro é iniciado, a tarefa não pode ser interrompida de jeito nenhum. Caso isso aconteça, o motivo da interrupção precisa ser anotado e o responsável pela tarefa deve voltar ao que estava fazendo o mais rápido que puder.

Outro ponto importante desse método é que, após o bloco de 25 minutos, deve ser feito um intervalo de 5 minutos. Nesse período, você deverá realmente se dedicar ao descanso, evitando qualquer atividade que envolva esforço físico ou mental.

Importância do método Pomodoro?

Em linhas gerais, o método Pomorodo é uma forma de implementar a gestão do tempo

A propósito, é sempre válido relembrar que esse é, de todos os recursos, o único irrecuperável. Ou seja, se você deveria realizar algo importante nos últimos 20 minutos e deixou de fazê-lo simplesmente para procrastinar, jamais terá esse tempo de volta.

Considerando esse fato incontestável, a técnica de dividir o tempo em pequenos espaços de 25 minutos serve exatamente para garantir que ele seja 100% aproveitado. Dessa forma, o comprometimento com o trabalho tende a aumentar.

Apesar de essa faixa de tempo ser relativamente curta, ela permite avançar bem na realização de tarefas, das simples às mais complexas.

Vale a pena usar o método Pomodoro?

Como toda técnica de gestão do tempo, o método Pomodoro apresenta como principal vantagem a melhora na performance, seja no trabalho, seja em casa.

Ela é especialmente útil para pessoas que sentem que não têm tempo para nada ou que acham que não estão rendendo tudo aquilo que poderiam ou deveriam.

Um ponto importante que a técnica ajuda a desenvolver é o uso racional do tempo, que passa a ser gerido em pequenas frações de 25 minutos. Convenhamos, é muito mais fácil administrar o que se passa nesse curto período do que querer dar conta de um dia inteiro.

Por outro lado, a efetividade da aplicação da ferramenta depende diretamente de uma dose de disciplina. Sendo assim, é preciso se manter focado em não parar de produzir enquanto um Pomodoro estiver em curso. Da mesma forma, os 5 minutos de descanso devem ser realmente utilizados para tal.

5 passos para aplicar o Pomodoro

Outro aspecto positivo dessa técnica é que ela é extremamente simples de ser aplicada. Embora seu nome remeta ao simpático conta-tempo em forma de tomate, você nem precisará de um igual para fazer a contagem.

Para colocar o método em prática, basta ter um relógio equipado com cronômetro ou usar algum aplicativo que tenha essa função. Depois, é só seguir os 5 passos abaixo.

1. Liste as tarefas do dia

Em uma planilha ou editor de texto, liste todas as tarefas que precisam ser realizadas ao longo do dia. O ideal é dividi-las em duas categorias para facilitar a gestão: planejadas e não planejadas, ou seja, aquelas que não são regulares.

E não se esqueça de ter sempre em mãos, ou na tela do seu computador, celular ou tablet, um relógio pronto para fazer a contagem do tempo.

2. Parta para a execução

Embora não seja exatamente uma recomendação do método Pomodoro, vale observar uma dica: tente categorizar as tarefas por prioridade. Dessa forma, você garante que as atividades mais urgentes serão entregues a tempo, enquanto fica mais tranquilo para fazer o que exige menos pressão.

Imagine que a sua primeira tarefa é fazer um relatório. Assim que começar a trabalhar nele, acione o cronômetro e só pare quando os 25 minutos se esgotarem.

Se algo o interromper, registre a pausa no mesmo arquivo em que você listou as tarefas e recomece tão logo a resolver a questão. Vale ressaltar que o cronômetro não deve ser parado.

3. Respeite os intervalos

Uma vez que o “tempo regulamentar” tenha terminado, vá para o seu intervalo de 5 minutos, que também devem ser cronometrados. De preferência, tente se acomodar em algum lugar confortável, no qual você não tenha que pensar em realmente nada. 

4. Registre as interrupções

Reforçando o que foi dito no item 2, é muito importante que toda interrupção seja registrada. Afinal, é esse registro que vai fornecer informações sobre a sua produtividade, permitindo que você faça ajustes para deixar a sua agenda de atividades ainda mais precisa.

5. Faça ajustes

Conforme você registra os vários Pomodoros ao longo dos dias, semanas e meses, terá uma fonte de dados robusta sobre os seus hábitos. A partir disso, você poderá reorganizar sua agenda conforme as horas do dia que se apresentarem mais tranquilas, ou eliminar hábitos que o levam a diminuir o foco.Muito fácil usar o método Pomodoro, não? Aqui no blog Sua Previdência Privada é assim: você sempre bem-informado com dicas úteis e que fazem a diferença para o seu dia a dia.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.