Envelhecimento ativo: como manter a autonomia apesar da idade

Home / Envelhecimento ativo: como manter a autonomia apesar da idade

Você, certamente, já ouviu alguém falar sobre a importância do conceito de envelhecimento ativo. E não é para menos: ele nos ajuda a pensar em expectativa de vida, saúde e bem-estar. 

Mas para que seja possível aproveitar os seus benefícios ao máximo, é importante se antecipar ao processo de envelhecer. Parece confuso? Ao longo deste artigo, explicamos melhor o que significa esse conceito, quais impactos positivos ele pode oferecer e de que maneira é possível praticá-lo. 

Siga acompanhando!

O que significa envelhecimento ativo?

O envelhecimento ativo pode ser definido como um conjunto de processos que vão na contramão do estereótipo do idoso frágil e inativo. 

Ele se refere à oportunidade de fazer parte da sociedade em termos econômicos, sociais, culturais, civis e espirituais. Ou seja, não se trata apenas de estar fisicamente ativo ou mesmo de ainda ser parte da força de trabalho.

O conceito ganha ainda mais sentido quando pensamos no futuro: de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida no Brasil hoje é de 76,3 anos. Em 1940, era de 45,5 anos.

Observe que estamos vivendo por muito mais tempo do que no passado. A questão a se pensar é: como vai ser a sua vida no futuro, quando a idade avançada chegar? Será ativa, com qualidade e saúde? Ou com uma postura de dependência?

Qual é a importância do envelhecimento ativo?

Os números mostram que estamos vivendo mais, o que exige pensar em políticas que melhorem a qualidade de vida e o bem-estar na terceira idade. E é justamente por isso que o envelhecimento ativo é tão importante. 

Ele ajuda a pensar em estratégias para aumentar as expectativas de uma vida mais saudável durante o processo de envelhecer. Mais do que isso, busca oportunizar que as pessoas sejam capazes de perceber o seu potencial e promovam o próprio bem-estar social, físico e mental durante o curso da vida.

Outro aspecto essencial é permitir que a participação ativa aconteça com respeito às individualidades e limitações próprias da trajetória de cada um. Ao mesmo tempo, o envelhecimento ativo também é uma maneira de oferecer proteção e cuidado, tanto no aspecto individual quanto no coletivo. 

Seis benefícios do envelhecimento ativo

Precisa de mais razões para começar a pensar no seu futuro agora mesmo? Promover o envelhecimento ativo também significa dar espaço para benefícios como os seguintes:

  1. Aumenta a expectativa de vida
  2. Estimula a solidariedade e a interdependência entre as diferentes gerações 
  3. Garante que o processo de envelhecimento ofereça bem-estar
  4. Mantém a autonomia do indivíduo durante o seu processo de envelhecer
  5. Oferece mais energia e disposição física
  6. Fortalece a capacidade cognitiva.

Como promover o envelhecimento ativo?

Pensar em envelhecimento ativo é olhar, por exemplo, para quem está aposentado e pensar que essa pessoa pode seguir contribuindo de maneira atuante na vida dos seus familiares e da sua comunidade. 

Mas como desenvolver esse conceito no dia a dia? Confira as dicas que separamos para isso.

Pense no agora

Talvez você esteja pensando que ainda é jovem demais para falar em envelhecimento. Por outro lado, vale analisar que as ações tomadas desde já vão ter impacto direto na sua qualidade de vida no futuro. 

Portanto, priorize uma rotina mais saudável, que inclua uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. Mas faça isso de uma forma que esses hábitos se transformem em uma parte prazerosa do seu dia.

Lembre-se de que não estamos falando de uma dieta que você segue durante algumas semanas e abandona quando atingir o resultado esperado ou porque se frustrou com a falta dele. O foco deve ser a sensação de bem-estar.

Desafie os seus limites

Tem algo que você sempre quis fazer mas nunca teve coragem? Não deixe para depois. Pode ser algo tão simples quanto iniciar um novo esporte ou mesmo desafiador quanto empreender. 

O importante é não se deixar acomodar e garantir que o seu cérebro esteja sempre ativo, pronto para viver experiências que incentivam a seguir em frente. 

Entenda o coletivo

Envelhecimento ativo pode ser um conceito individual, mas também é coletivo. Para que ele tenha real impacto, é importante multiplicar.

Então, ao mesmo tempo em que pensa no seu futuro, olhe para os seus avós e pense como você poderia ajudá-los a conquistar mais qualidade de vida e autonomia. Sentar perto deles e ouvir o que têm a dizer pode ser o primeiro passo para entender como agir. 

Participar ativamente da comunidade é outra estratégia importante, que ajuda a ampliar o exemplo que acabamos de dar e também permite que você construa o seu próprio caminho para um envelhecimento ativo.

Comece o envelhecimento ativo o quanto antes

Como deu para perceber, não é preciso ser estatisticamente considerado um idoso para começar a pensar nas práticas de envelhecimento ativo. Os cuidados com o seu futuro devem começar cedo. Por que não agora mesmo? 

E, por falar nisso, você já parou para pensar na sua aposentadoria? Investir em um plano de previdência privada pode ser uma forma descomplicada e atrativa de garantir mais segurança financeira.Quer mais dicas sobre o assunto e entender como fazer o seu dinheiro render? Fique de olho nos conteúdos exclusivos e descomplicados que publicamos aqui no blog da Sua Previdência Privada!

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.