O que é melhor: comprar ou alugar um imóvel? Entenda!

Home / O que é melhor: comprar ou alugar um imóvel? Entenda!

comprar-ou-alugar-um-imóvel

Esta não é uma pergunta nova e muito menos tem uma resposta definitiva: afinal, é melhor comprar ou alugar um imóvel?

Para trazer um bom número de opções e pontos de vista diferenciados sobre o tema, reunimos informações de cada uma das possibilidades, levando em conta o atual cenário da economia brasileira.

Na opção de compra, por exemplo, para muitos chamada de “o sonho da casa própria”, uma propriedade no nome pode fornecer garantias para o futuro, além de tirar o peso mensal do aluguel.

No entanto, e nos casos de financiamento a longo prazo, ainda assim é uma opção vantajosa?

Essas e outras questões serão temas dos tópicos deste artigo, que tem por objetivo ajudar o leitor a entender se a melhor opção para sua realidade financeira é comprar ou alugar.

Aliás, já que estamos tratando desse assunto, aqui produzimos um artigo sobre planejar o futuro financeiro, confira!

Comprar ou alugar: quais são as diferenças básicas?

Pode parecer bem simples definir, em linhas gerais, as diferenças entre comprar e alugar. No entanto, é preciso entender as origens de cada uma dessas opções, para poder compreender de que forma faremos a análise das vantagens e desvantagens.

Comprar um imóvel significa que ele será um bem em seu nome, o que pode acontecer no exato momento da aquisição, ou, no caso do financiamento, quando terminarem as parcelas.

Isso significa que, na compra de um imóvel financiado, ele só passa a ser definitivamente do comprador quando a dívida com o banco for 100% quitada – nesse meio-tempo, você acaba sendo uma espécie de inquilino da instituição bancária. Sendo que a instituição pode interferir de alguma forma neste contrato, por exemplo, no caso de inadimplência.

Por outro lado, o aluguel significa escolher um imóvel que não é seu, mas que atenda às suas necessidades, e pagar mensalmente para o proprietário.

Durante a locação, há a possibilidade de manutenções e reformas, feitas em discussão com o proprietário.

E também existe a hipótese de você simplesmente não querer mais esse local e procurar outro.

Esse é um tipo de vínculo que pesa bastante na hora de comprar ou alugar. Mas é importante lembrar que a escolha está diretamente ligada ao perfil financeiro da pessoa e à forma como encara o dinheiro, as economias e o futuro.

Aproveitando o tema, que tal ler um pouco sobre o que é Mindset Financeiro? Clique aqui e confira.

O que é melhor a longo prazo?

Vamos voltar ao tema central deste artigo: o que é melhor, comprar ou alugar? De fato, a questão do tempo faz toda a diferença nessa conta.

Quando se fala do aluguel, geralmente os comentários atrelados a essa modalidade são negativos: o imóvel não é seu, está jogando dinheiro pelo ralo etc.

Mas é fundamental entender que, com uma análise financeira mais complexa, essas classificações passam a ter características mais simplistas. Nem sempre pagar aluguel significa perder dinheiro.

E essa conta comparativa pode ser feita em duas ocasiões diferentes. Pagar aluguel versus comprar um imóvel à vista ou, então, pagar aluguel versus comprar um imóvel a prazo. Os dois casos podem ter resultados diferentes.

Isso se dá pelo fato de que, no caso do financiamento, além do longo período de tempo pagando as parcelas – período médio inicial de 35 anos –, nas modalidades mais contratadas no país, grande parte da parcela mensal refere-se ao pagamento de juros.

Sendo assim, ao optar pelo financiamento, além de o imóvel ainda não estar no nome do comprador, existe também esse pagamento mensal de juros a cada mês. A amortização do que de fato está sendo devido corresponde a apenas parte desse valor expresso na parcela.

Nesse cenário, o pagamento do aluguel, em um comparativo, pode não parecer um desperdício de dinheiro – já que no financiamento algo semelhante pode estar acontecendo.

Mas é importante que, além do dinheiro desembolsado com a locação, o valor que seria utilizado para a compra do imóvel esteja sendo trabalhado de maneira inteligente.

Vamos explicar um pouco mais sobre isso no próximo item. São maneiras de entender como assuntos como comprar ou alugar um imóvel podem estar diretamente ligados à sua vida financeira. Neste artigo citamos outros exemplos.

Como fazer a escolha com base na sua realidade financeira?

A ideia central que pode ser decisiva na hora de escolher entre comprar e alugar está no investimento paralelo a ser feito, no caso do aluguel.

Sendo assim, na questão da escolha entre comprar um imóvel à vista e continuar pagando aluguel, é preciso estabelecer qual é o valor a ser gasto em dinheiro. Uma vez conhecida essa quantia, é importante observar quais são as opções de investimento que poderiam ser exploradas e quais seriam os rendimentos.

Dessa forma, com um produto de boa rentabilidade, às vezes é possível conseguir um valor mensal que seja semelhante (ou até superior) ao que se paga em aluguel. Nesse cenário, alugar pode ser uma melhor opção do ponto de vista financeiro.

No caso de imóveis financiados, é preciso estabelecer o mesmo cálculo, mas tendo como base o valor que seria desembolsado para a entrada a ser dada na compra do bem.

Nos dois casos, é necessário o planejamento a médio e longo prazo para vislumbrar, se for do interesse do comprador, a aquisição do imóvel – em quanto tempo eu consigo comprar minha casa própria, alugando outra opção e investindo o dinheiro?

Esse prazo será o fator importante para a escolha financeira que pode definir como será sua vida (e a de sua família) a médio e longo prazo.

Gostou do conteúdo? Esperamos que ele tenha sido útil na sua escolha entre comprar e alugar um imóvel. Acesse sempre Sua Previdência Privada para ter novos insights sobre finanças pessoais e planejamento financeiro.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.