Entenda como casais inteligentes conseguem economizar dinheiro

Home / Entenda como casais inteligentes conseguem economizar dinheiro

É fato que planejar uma vida financeira junto com outra pessoa não é uma tarefa fácil, mas o importante é começar o quanto antes. Você deve estar se perguntando: afinal, como casais inteligentes conseguem guardar dinheiro e economizar?

O planejamento é um passo muito importante na vida a dois. Não tem jeito, para ter sucesso e garantir a segurança das finanças da família, é preciso esquecer o pensamento individual. Ou seja, você precisa pensar em maneiras de aproveitar a renda familiar de forma conjunta, para que seja usada da melhor maneira possível.

Pensando em como explicar melhor, selecionamos um conteúdo com algumas dicas para ajudar você e seu cônjuge a guardar dinheiro. Confira agora como casais inteligentes podem crescer juntos!

O desafio financeiro de casais inteligentes

Uma das maiores dúvidas que casais inteligentes podem ter, é na hora de fazer um planejamento financeiro e aprender a lidar com o dinheiro em conjunto. Por isso, para que tudo funcione corretamente e os gastos passem a ser administrados de forma conjunta, alguns cuidados são necessários.

Conversar sobre os ganhos e os gastos é o primeiro passo. É importante que os dois façam registros de todo dinheiro que entra e que saí. Mesmo que sejam pequenas despesas, como um lanche no final de semana ou um cinema, eles devem ser registrados. 

Uma recomendação é que as anotações sejam feitas em uma planilha e que esta seja mantida sempre atualizada. É por ela que o casal poderá avaliar para onde está indo o dinheiro.

Assim, é possível chegar a um acordo em quais itens é possível economizar e o que é preciso cortar de gastos.A sugestão é separar uma hora juntos para fazer toda a análise de gastos dos últimos dias e começar a planejar as próximas semanas.

Em geral, os salários costumam ser diferentes. Então, como gerenciar a contribuição de cada um nos gastos mensais? O ideal é que a participação seja proporcional ao valor líquido recebido individualmente. 

Ou seja, se um ganha R$ 10 mil por mês e o outro R$ 7 mil, o primeiro deve contribuir com R$ 5 mil e o segundo com R$ 3,5 mil. Se o combinado é o proporcional a 50% do salário líquido, então, assim deveriam ficar as participações de cada um. 

A transparência é essencial nessa primeira conversa, portanto, saber a quantia que o seu parceiro recebe e ele a sua é muito importante. Esse é o primeiro passo para os casais inteligentes terem uma ótima vida financeira.

Defina planos e metas

Definir os planos a dois é o grande motivador para o crescimento dos casais inteligentes. Por isso, é preciso que vocês conversem sobre seus sonhos e metas a curto, médio e longo prazo e comecem a traçar uma estratégia para conquistá los.

Tenham em mente que vocês precisam ceder em alguns pontos para a realização desses sonhos, já que os objetivos financeiros precisam estar sempre alinhados para que deem resultado. Por exemplo, não adianta uma pessoa querer ter um filho no período de três anos se o outro está planejando uma viagem para o exterior.

Por isso, tornamos a dizer, não basta ter apenas um sonho ou metas. É necessário bastante conversa, além de ter determinação e foco para concretizá-los. Casais inteligentes fazem alguns sacrifícios realizar esses sonhos.

As definições de metas podem ser as mais variadas, desde viagens internacionais até a compra de uma casa. 

Vamos supor que daqui a 10 anos vocês desejam comprar uma casa em um bairro que sempre sonharam. Decidir onde comprar é o primeiro passo, o segundo é saber quanto cada pessoa precisa economizar para conquistar essa meta.

A quantia que cada um deve economizar deve ser proporcional ao seu salário, como explicado anteriormente, principalmente porque os salários costumam ser diferentes. 

Independente se a quantia de contribuição de um vai ser menor que a do outro, o valor total definido ainda é o mesmo.

Entenda a realidade do casal

Essa parte é chamada de autoconhecimento financeiro, em que casais inteligentes param para entender em conjunto qual é seu orçamento e suas despesas. Ou seja, você precisa conhecer o território onde você caminha, para saber onde pode mudar para melhorar.

Os casais precisam achar um equilíbrio entre não serem pão-duro, mas também não serem abertos a tudo. É possível evitar alguns gastos desnecessários para que não fechem o mês no vermelho.

Nós recomendamos que vocês pensem sempre em um fundo de emergência. Ter um fundo como esse faz com que você esteja preparado para lidar com despesas inesperadas que possam surgir. O ideal é que esse fundo corresponda a, pelo menos, três meses de despesas do casal.

Casais inteligentes juntam as contas

É fato que a pessoa que mora sozinha precisa bancar uma série de contas de uma só vez. Aluguel, condomínio, água, luz, telefone, supermercado, dentre outras. Quando você se torna um casal, esse fardo fica um pouco menos pesado, dando uma folga no orçamento de ambos.

Casais inteligentes que conseguem economizar juntos, encaram os gastos da casa com mais responsabilidade e sabedoria. Compartilhar todas as contas e decidir como serão feitos os pagamentos é essencial para que tudo dê certo.

A partir disso, é possível que se faça um bom planejamento financeiro para o casal. Esse planejamento mês a mês faz com que seja possível saber quanto podem economizar no próximo mês e assim por diante.

Você pode usar também a regra 50-15-35 para fazer um bom planejamento das despesas. Segundo essa regra, 50% da renda líquida do casal deve ser destinada às despesas fixas. 15% para prioridades financeiras, como pagamentos de dívidas ou investimentos como previdência privada. Os 35% restantes vão para as despesas como academia, compras, viagens e etc.

Não existe uma forma correta de como casais inteligentes se programam quando juntam as contas. Encontrem uma que se adapte ao estilo de vida que vocês querem levar e sigam de forma correta.

Casais inteligentes investem juntos

A nossa sugestão nessa parte é que o casal estabeleça um valor mensal e coloque essa provisão em uma aplicação de risco moderado. Analisem bem quais as opções de investimento melhor se enquadrem no perfil de vocês. 

Em termos mais simples, quando duas pessoas passam a economizar juntas, a capacidade de poupar é maior. Isso faz com que um casal inteligente tenha acesso a níveis de investimentos que seriam menos acessíveis a uma pessoa sozinha.

Vamos explicar melhor, se você consegue guardar R$ 500,00 por mês e seu cônjuge também, a economia mensal é de R$ 1000,00. Com um valor desse, é possível investir em fundos mais sofisticados, como comprar ações da bolsa de valores com uma regularidade muito melhor.

É importante que, pelo menos, uma das partes conheça um pouco sobre investimentos. Se os dois não estiverem cientes dos riscos e perspectivas, é grande a chance de frustração com o retorno da aplicação.

Recomendamos que o casal invista em uma previdência privada ou em algo mais sólido como o Tesouro Direto.

Casais inteligentes podem fazer a vida financeira se tornar estável a cada mês que passa. Juntos, estabeleçam as diretrizes para que o gerenciamento dessas finanças sejam um sucesso. 

Definam objetivos que possam ser alcançados rapidamente e trabalhem duro para conquistá-los.

A Sua Previdência Privada está aqui para ajudar casais inteligentes a se tornarem cada vez melhor juntos. Mais textos como esse, sobre educação financeira, você encontra em nosso blog. Clique aqui e confira!

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.