Autoconhecimento financeiro: como ele ajuda na relação com o dinheiro

Home / Autoconhecimento financeiro: como ele ajuda na relação com o dinheiro

O autoconhecimento financeiro é um exercício muito importante para quem busca tranquilidade. Conhecer a si mesmo é a chave para uma vida equilibrada e feliz.

Para os brasileiros, esse entendimento é, na verdade, uma necessidade urgente. De acordo com a pesquisa Segmentação em Inclusão Financeira, da FGV, apenas 17% das pessoas que têm conta bancária conseguem poupar.

Essa taxa tão baixa pode ter relação com a falta de conhecimento a respeito das próprias finanças. Acompanhe os próximos tópicos para saber como vencer esse problema e ter mais controle sobre seu dinheiro.

Autoconhecimento financeiro: o que é?

Conhecer a si mesmo é muito mais do que um aforismo filosófico. Não há mais dúvidas de que esse é o caminho para uma vida de mais tranquilidade e realizações.

Viver é, de certa forma, estar em permanente aprendizado no sentido de superar as limitações e desafios internos. E o autoconhecimento financeiro é um dos mais importantes a se adquirir.

Ele está relacionado ao dinheiro, embora tenha uma ligação direta com o conhecimento de si mesmo de uma forma geral. Seja como for, ele é fundamental, porque permite desenvolver uma visão mais ampla sobre finanças e prosperidade.

Por que desenvolver o autoconhecimento nas finanças?

Você sabe de cabeça quanto paga de juros pelo seu cartão de crédito todo mês? Ou saberia quanto aquela graninha na poupança rendeu no último ano? Se a sua resposta foi “não” para alguma das duas perguntas, você deveria avançar em relação ao conhecimento que tem da sua vida financeira.

Afinal, quem acompanha de perto tudo o que faz com o dinheiro desenvolve um olhar mais amplo sobre o seu custo de vida e o retorno dos seus investimentos. Dessa forma, torna-se capaz de antecipar soluções antes mesmo dos problemas surgirem.

Em outras palavras: quem tem o autoconhecimento financeiro aguçado, dificilmente é pego de surpresa.

Benefícios do autoconhecimento financeiro

A parcela da população que não conhece ou não tem intimidade com suas próprias finanças acaba se expondo a problemas financeiros que poderiam ser evitados.

O endividamento, por exemplo, só vai atingir aqueles que não têm nenhum controle sobre o que fazem com o dinheiro que ganham. Aliás, dívidas podem até surgir, mas quando se conhece a fundo todos os gastos e fontes de renda, geri-las deixa de ser algo angustiante.

Por isso, o autoconhecimento financeiro traz consigo uma série de benefícios:

  • Possibilita o controle das finanças
  • Evita o endividamento e a inadimplência
  • Traz segurança financeira para o futuro
  • Permite fazer mais com menos dinheiro
  • É a porta de entrada para o planejamento financeiro

Busque o autoconhecimento financeiro em 4 passos

Se tem uma coisa que todos gostariam é de ganhar mais dinheiro, certo? No entanto, isso nem sempre é possível, pelo menos não de forma imediata ou sem investir antes.

Assim sendo, o melhor mesmo é maximizar o poder de compra do que já se ganha. Comece, então, colocando em prática estas 4 dicas para alcançar o autoconhecimento financeiro e tenha resultados melhores.

1. Habitue-se a registrar seus ganhos e gastos

Um grave defeito das pessoas que vivem em aperto com suas finanças é não ter nenhum registro do seu orçamento.

Acredite, esse é um comportamento extremamente perigoso, porque cedo ou tarde o levará para o endividamento e, assim, para as listas de proteção ao crédito. O conhecimento só se forma quando conta com registros e fontes de informação. É preciso ver para crer!

Como saber de onde vem e para onde vai seu dinheiro sem um lançamento periódico de suas movimentações? Por isso, crie o hábito de registrar seus ganhos e seus gastos em uma planilha, aplicativo de finanças ou mesmo em um caderno de controle.

2. Use sempre a calculadora

A calculadora é uma ferramenta indispensável para quem quer desenvolver o autoconhecimento financeiro. Felizmente, hoje qualquer aparelho celular tem uma calculadora básica entre seus aplicativos. Sendo assim, procure fazer uso desse instrumento gratuito e tão facilmente disponível.

Pode até parecer chato no começo, mas, com o tempo e a prática, você e a calculadora serão parceiros para toda a vida.

3. Leia sobre finanças

Essa dica tem a ver com o que você está fazendo agora mesmo. Por isso acreditamos que, em breve, você terá autoconhecimento suficiente para tomar as melhores decisões a respeito das suas finanças.

Além dos textos do blog Sua Previdência Privada, não deixe de ler livros que tratem do tema finanças.

Aí vai uma pequena lista de sugestões:

4. Busque a opinião de especialistas ou pessoas mais experientes

Quando se trata de finanças, a experiência de quem já tem o controle da situação pode render valiosos insights. Então, não deixe passar nenhuma oportunidade de aprender com pessoas que tenham notório saber sobre o assunto.

Com autoconhecimento financeiro, você verá que muito mais portas se abrirão em sua vida. É isso que desejamos para você desde já.

Não deixe, ainda, de acompanhar os conteúdos do blog Sua Previdência Privada para ficar cada vez mais bem informado. Quanto mais você souber, melhores decisões financeiras vai tomar e mais prosperidade vai ter. Conte com a gente!

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.